Como nós sabemos que existe água líquida na superfície de Marte?

 

Por Ethan Siegel
Traduzido por Rodrigo F. Raffa

De todos os planetas do sistema solar, Marte é o único lugar com o passado mais parecido com o da Terra. Características geológicas na superfície, tais como leitos de rios que secaram, padrões sedimentares, esférulas minerais apelidadas de “mirtilo”, e evidência de erosão na base líquida contam a mesma história: a de um passado “molhado”, aguado. Mas mesmo com todas as evidencias moleculares que havíamos encontrados de água em estado sólido (gelo) e gasoso (vapor), incluindo geleiras, nuvens, gelo subterrâneo de maneira alguma significava que poderia haver agua líquida em sua superfície atualmente.

Claro, a água fluiu sobre a superfície de Marte durante o primeiro bilhão de anos do sistema solar, talvez produzindo um oceano profundo, embora a presença desse oceano ainda seja muito debatida. Dado que a vida na terra começou dentro desse tempo, é concebível que Marte já fora um rico planeta vivo também. Mas ao contrário da Terra, Marte é pequeno: Tão pequeno que seu interior congelou e perdeu seu campo magnético protetor, permitindo que os ventos solares tirassem sua atmosfera. Sem uma atmosfera significativa, a fase líquida de agua tornou se uma impossibilidade virtual, então Marte passou a ser o árido planeta que conhecemos hoje.

AGUA_MARTE

Créditos da Imagem: NASA/JPL-Caltech/Univ. do Arizona, of a newly-formed gully on the Martian surface (L) and of the series of gullies where the salt deposits were found (R).

Mas certos íons (Potássio, Cálcio, Sódio, Magnésio, Cloro, Flúor entre outros) são deixados para trás quando a água no estado líquido desaparece, deixando um Sal (resíduos de sais minerais, a qual podemos incluir o sal de mesa NaCl) na superfície. Enquanto a água líquida pura não pode persistir a pressões marcianas e temperaturas, a água salgada (extremamente salgada) pode realmente ficar em um estado líquido por longos períodos nas condições do Planeta Vermelho. É mais uma “crosta de areia” com você gosta de sentir nas costas quando a maré sai, do que as águas que fluem em rios da Terra, mas isso significa que sobre as condições adequadas, agua líquida existe em Marte hoje, pelo menos em pequenas quantidades.

A presença medida de concentração destes sais , encontrado no faixas escuras que vêm e vão em paredes da cratera íngreme , combinado com nosso conhecimento de como a água se comporta em determinadas condições físicas e químicas e as observações de mudança de características na superfície marciana apoia a ideia que esta é a ação de água líquida . Curta de tomar uma amostra e analisá-lo in situ em Marte, esta é a melhor evidência atual que temos para a água líquida em nosso vizinho vermelho.

Próximo passo? Descobrir se existem organismos unicelulares resistentes o suficiente para sobreviver e prosperar sob essas condições , possivelmente, até mesmo nativos marcianos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s